Br. 163, Av. Cuiabá Nº 2606 canto com Rod. Fernando Guilhon
+55 (93) 2101-4550/99130-8030
reservas@hotelacay.com.br
Reserve agora
Conhecendo a Praia do Pajuçara em Santarém
Conhecendo a Praia do Pajuçara em Santarém

As longas faixas de areia das praias santarenas encantam quem vem de longe para buscar o aconchego de suas águas mornas ou um local para descansar. Durante o verão amazônico, as praias são um dos atrativos principais para quem visita a cidade e também para seus moradores. A praia fica a cerca de 14 km da área urbana de Santarém, na Comunidade de Pajuçara, onde o visitante precisa percorrer uma estrada não pavimentada para enfim desfrutar desta maravilha. Seu acesso é feito por meio de propriedades particulares que não cobram taxas para pedestres visitarem a praia, havendo apenas taxa para estacionamento. Apesar do visitante ter que descer uma escadaria para chegar até a orla, a paisagem compensa a descida. Por ser próxima ao centro da cidade de Santarém, costuma ser movimentada aos finais de semana. A Comunidade de Pajuçara faz parte do Projeto do Assentamento Agroextrativista (PAE) Eixo Forte – projeto criado pelo INCRA que assegura diversos benefícios à população local. A comunidade é famosa pela produção de frutas como o caju e comercialização de seus produtos, tais como doces, castanha, cajuína artesanal e peças de artesanato. Mas o ponto alto e que mais se destaca na comunidade é a […]

Comentários: 0
Dados sobre o Turismo de Santarém do Pará

O município de Santarém é popular por ser um destino turístico que atrai brasileiros e estrangeiros. Por isso, muito se tem feito para garantir que a cidade tenha uma estrutura cada vez mais adequada para atender seus visitantes. Como exemplo disso está a revitalização da orla da cidade que teve início em dezembro de 2017. Dentre os eventos importantes para o turismo e que também atraem milhares de pessoas anualmente à procura de diversão e também das belezas naturais de Santarém, se destacam o Carnalter e o Çairé. Quando o assunto é ecoturismo e turismo de base comunitária (realizado pelos moradores das comunidades localizadas em Santarém ou no Tapajós), a cidade se sobressai. Além disso, há o turismo gastronômico que tem como base a culinária típica do Pará, bem como o turismo religioso, com a presença das festas religiosas e pelas visitas à igreja matriz que é um dos pontos turísticos da cidade. Desde 1998, a cidade está na rota turística do Ministério do Turismo e tem demonstrado que é um local apaixonante e com bons indicadores turísticos. Inclusive, das pessoas que já visitaram Santarém, muitas relatam que voltariam e indicariam o destino para outras. Assim, confira alguns dados que […]

Comentários: 0
Peças de Artesanato da Flona do Tapajós

A Flona (Floresta Nacional do Tapajós) é uma unidade de conservação da natureza sob gestão do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), onde por meio do uso múltiplo sustentável dos recursos florestais proporciona aos moradores da região uma forma de gerar renda para o sustento de suas famílias. O destaque vai para a criação de peças de artesanato a partir da retirada de sementes e matérias-primas que a floresta proporciona aos artesãos da região, tais como óleos, madeiras, fibras, látex, etc. As Biojoias e Acessórios As biojoias são peças de artesanato apreciadas pelos turistas que visitam a região, confeccionadas a partir das sementes retiradas das florestas. Ofertado pelo Ministério do Meio Ambiente, através do Pronatec, alguns cursos são ministrados aos moradores locais para qualificação dos artesãos e demonstração da importância da conservação e manutenção dos recursos naturais. A matéria-prima para confecção das biojoias é coletada exclusivamente na floresta, e o seu preço é definido de acordo com o grau de dificuldade para encontrar as sementes, pois algumas são encontradas apenas na beira dos igarapés, enquanto outras são recolhidas no chão da mata. Brincos, pulseiras e colares são elaborados com sementes devidamente beneficiadas antes da confecção dessas peças, pois […]

Comentários: 0
Passeio pela Comunidade Anã – Arapiuns

Conhecida por seu modelo de sustentabilidade, a Reserva Extrativista Comunidade Anã localizada à margem do Rio Arapiuns, desenvolve em sua comunidade um trabalho voltado para receber o turista que busca conhecer um pouco da sua cultura de subsistência. Localizada a quatro horas de distância de Santarém/Pará, o único modo de chegar à comunidade ribeirinha é através das lanchas ou barcos apropriados para a travessia das águas, mas a viagem é compensada pelas belas paisagens que o visitante poderá contemplar até chegar à comunidade e também da experiência única que poderá vivenciar na Comunidade Anã.  Estrutura e Hospedagem Ao chegar à comunidade, o visitante poderá desfrutar de um delicioso almoço oferecido pela hospedaria, que de forma sustentável cultiva os alimentos em hortas comunitárias e animais de pequeno porte criados por eles. No cardápio oferecido, os pratos típicos são o maior atrativo, tais como o tambaqui, a tabatinga e a caldeirada, além de carne de gado e galinha caipira. A hospedaria conta ainda com uma estrutura simples, porém confortável, para o visitante que desejar passar alguns dias hospedado. Todos os espaços do local são de forma comunitária, como por exemplo, o redário, espaço para colocar as redes, que possui capacidade para aproximadamente […]

Comentários: 0
Sossego na Cachoeira da Cavada em Santarém

Conhecida por suas águas puras e cristalinas, a Cachoeira da Cavada, nome recebido por estar localizada na Comunidade de São Francisco da Cavada, distante aproximadamente 37 km do centro de Santarém, é destino certo para quem busca ar puro, bela paisagem e paz. Para conhecer o local, que está aberto diariamente para receber os apreciadores da natureza, o visitante tem as opções de se deslocar de carro, moto ou até mesmo de bicicleta, essa apenas para quem é muito aventureiro, pois na maior parte da viagem até a reserva, onde está localizada a cachoeira, o percurso é realizado por estrada pavimentada, porém com alguns trechos em estrada de chão. Para Curtir e Saborear Para quem busca diversão, tranquilidade e sossego, mas não abre mão de uma estrutura para alimentação e espaço para passar o final de semana, há um restaurante, em que o visitante ao chegar pode fazer a sua reserva para o horário que deseja almoçar, ir aproveitar as águas da cachoeira e no horário combinado, voltar ao restaurante para degustar o cardápio escolhido. Dentre as opções do cardápio estão os pratos típicos da região amazônica, como os tradicionais tambaqui, pirarucu e tucunaré, peixes encontrados nos rios nortistas. Ainda […]

Comentários: 0
Conheça o Jardim Zoológico de Santarém – Zoofit

Idealizado para receber e abrigar os animais silvestres vítimas do comércio ilegal, o Jardim Zoológico de Santarém é um espaço com uma área de 147 hectares, mas apenas 18 hectares compõem o zoológico, nos quais estão abrigadas mais de 50 espécies de animais e mais de 100 espécies de vegetais da flora amazônica. Contato com a Natureza Com uma construção rústica, o zoológico permite ao visitante uma experiência única ao percorrer as trilhas rodeadas de muito verde e que dão acesso aos recintos dos animais silvestres. Diversas trilhas espalhadas ao longo do espaço permitem ao visitante participar da travessia em troncos de árvores sobre os córregos e outras atividades que compõem os passeios do zoológico. Sempre acompanhadas de monitores preparados para receber, o Jardim Zoológico de Santarém oferece trilhas ecológicas a grupos escolares e visitantes que desejam conhecer mais sobre a flora e fauna da região amazônica. Origem do Zoológico – Zoofit Buscando reintroduzir à natureza os animais silvestres que eram apreendidos pelos órgãos competentes, o jardim zoológico surgiu em 1993 e conta com o trabalho dos colaboradores das Faculdades Integradas de Tapajós, que já eram responsáveis por receber esses animais antes da criação do zoológico. Com o trabalho desempenhado […]

Comentários: 0
Os atrativos turísticos da Comunidade de Cucurunã

A Comunidade de Cucurunã é considerada a porta de entrada para Alter do Chão. Isto porque, quando o visitante sai da área urbana de Santarém, esta é a primeira comunidade, seguindo pela Rodovia Estadual Everaldo Martins (PA-457), na região chamada de Eixo Forte. A comunidade está há 7 quilômetros de Santarém e o visitante poderá optar pelo transporte público para chegar até o local. A comunidade desenvolve o Turismo de Base Comunitária (TBC), tipo de turismo que tem como objetivo garantir a sustentabilidade socioambiental e econômica do local. Assim, eles possuem uma estrutura adequada para recepcionar visitantes e turistas que desejam experimentar e conhecer o seu modo de vida tradicional, bem como os produtos que são produzidos por eles. Na culinária, além da farinha e de seus derivados, os visitantes podem experimentar os maravilhosos pratos paraenses tais como pato no tucupi, tacacá, o famoso açaí, galinha caipira e vatapá. No artesanato, é possível encontrar cestas, paneiros, abanos e belos produtos para decorar e levar como lembrança. Produção de Farinha na Comunidade de Cucurunã Um dos principais atrativos culinários da comunidade é que ela é produtora da famosa farinha do Pará e seus derivados, tais como o beiju, o tucupi, a […]

Comentários: 0
Canal do Jari: Belezas Naturais, Pesca e Diversão

Quer encontrar belezas naturais e uma fauna incrível? Próximo a Alter do Chão, os aventureiros podem optar por uma viagem até o Canal do Jari. Localizado a cerca de 23 quilômetros do vilarejo, o canal é formado pelo encontro do Tapajós e o Amazonas. O local possui uma visão impressionante do que a natureza é capaz de oferecer, por isso, é um dos atrativos turísticos que chamam a atenção de quem chega em Santarém. Chamado de Canal do Jari, esse paraíso ecológico é um trecho estreito, que liga o rio Tapajós ao Amazonas. Só é possível chegar até o local com o auxílio de um barco, seja no período de cheia ou seca. O local é considerado um verdadeiro santuário pelo seu difícil acesso, o que torna a visita ainda mais importante e cheia de beleza. Com suas águas barrentas, esse cenário ecológico possui particularidades que só a mãe natureza consegue mostrar de forma singular. Neste passeio, o visitante poderá presenciar várias espécies como iguanas, botos, macacos, preguiças, papagaios, iguanas e muitas outras. Realmente, quem vai para o Canal do Jari, está perto de uma biodiversidade espetacular. Embarque e conheça o Canal do Jari Para conhecer o Canal do Jari, […]

Comentários: 0
As Praias de Água Doce de Santarém do Pará

As praias de Santarém são famosas e conquistam a todos que desejam desfrutar de suas deliciosas águas doces e mornas. A cidade é conhecida por sua extensão de praias de água doce, sejam elas desertas, com dunas, formações rochosas ou vegetação, o mais importante é ter um local para banho com águas de rio maravilhosas. Cada praia de rio tem algo especial para mostrar. Quem chega a Santarém já pode aproveitar o incrível encontro das águas (rio Tapajós e Amazonas) da orla. Isto porque em frente a cidade acontece este fenômeno e o visitante, se quiser, poderá seguir de barco até o ponto de encontro dos rios. Com esse encontro, inúmeras praias são formadas pelo rio no verão amazônico. Conheça as praias populares de Santarém do Pará para relaxar, tomar banho, explorar ou simplesmente se divertir! Praia do Maracanã Na praia do Maracanã você encontra uma areia branquíssima e uma praia de água doce incrível com barraquinhas, bares e restaurantes. Este balneário é o mais próximo do centro de Santarém, estando localizado a aproximadamente 5 km do centro urbano. Na seca, a ponta de areia chega até as águas barrentas do Amazonas. Mas, quando o rio sobe, por vezes, chega […]

Comentários: 0
Visita a Igreja de Santarém (Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição)

Conhecida por ser o prédio mais antigo de Santarém, no Pará, a catedral de Nossa Senhora da Conceição foi construída no ano de 1754. Ela está localizada no centro da cidade, especificamente na praça da Matriz, onde antigamente era o Seminário Patriarcal e o Colégio da Companhia de Jesus. História da Construção A igreja começou a ser levantada em 1761, em cima de um antigo cemitério dos índios tupaius, mas só foi inaugurada em 1819. Porém. a finalização das obras se deu apenas em 1881. Anos depois ela recebeu o patamar de catedral. Primeiramente ela foi executada com duas torres laterais, porém em 1851, uma torre caiu e posteriormente derrubaram a outra. De 1876 a 1881 foi feita uma restauração das suas paredes. E, em 1903, tornou-se a Catedral de Nossa Senhora da Conceição. Acredita-se que sua projeção tenha sido obra de Antonio Landi após o pedido do Governador Francisco Xavier de Mendonça Furtado. Ao longo dos anos a estrutura foi sendo modificada e sofrendo várias intervenções, incluindo obras de acessibilidade em 2012, quando ocorreu sua última restauração. Detalhes da Catedral A decoração segue a linha barroca e colonial portuguesa, com muito mármore e belíssimas obras sacras que encantam os […]

Comentários: 0
1 2 3 5